Medalha do Mérito: encontro finaliza homenagens

Fortaleza, 17 de setembro de 2015.

Presidentes de Creas, conselheiros federais e regionais, diretores da Federação Mundial das Associações de Engenharia, e da Mútua, tiveram uma noite muito especial na quarta-feira, 16, quando em Fortaleza, durante a 72ª Soea, tiveram um encontro especial com todos os homenageados com as honrarias do Sistema Confea/Crea e Mútua.

VEJA MAIS FOTOS DO ENCONTRO

Há 57 anos, conselhos regionais, instituições de ensino, entidades de classe e mesmo iniciativas individuais indicam nomes de profissionais e de instituições de ensino e pesquisa para  receber a Medalha do Mérito e, no caso de homenagens póstumas, a inscrição no Livro do Mérito. A escolha final cabe à Comissão do Mérito, do Confea, que neste ano recebeu mais de 100 indicações e selecionou 24 nomes.

“Um trabalho meticuloso e difícil para escolher os bons entre os melhores”, na opinião de José Tadeu da Silva, presidente do Confea, ao se referir à escolha dos 12 nomes que neste ano receberam a Medalha e dos 12 que receberam o reconhecimento in memoriam.

“Esta é uma homenagem singela dos mais de um milhão de profissionais e das mais de 300 mil empresas registrados no Sistema, e que deixa uma marca indelével ao reconhecer o trabalho dedicado ao desenvolvimento tecnológico nacional”.

Da esq. p dir.: presidente do Confea, José Tadeu da Silva, presidente do Crea-CE, Victor Frota, chanceler do Mérito, Mário Varela, e presidente da Mútua, Paulo Guimarães
Da esq. p dir.: presidente do Confea, José Tadeu da Silva, presidente do Crea-CE, Victor Frota, chanceler do Mérito, Mário Varela, e presidente da Mútua, Paulo Guimarães

“Mais do que o reconhecimento pela competência profissional, as honrarias reverenciam a conduta de retidão ética de todos os homenageados”, finalizou José Tadeu.

Victor Frota Pinto, presidente do Crea-CE e anfitrião da Soea, se confessou emocionado “pela tripla oportunidade de homenagear os selecionados pela Comissão do Mérito, receber a Semana pela quarta vez em Fortaleza e especialmente os familiares dos homenageados in memoriam”, disse antes de citar o nome de Ésio Nascimento, eleito conselheiro federal, mas falecido antes de tomar posse, ao se dirigir aos filhos e esposa presentes no encontro.

Paulo Guimarães, diretor da Mútua, destacou a “importância dos que tecem o desenvolvimento do país”, enquanto Mário Amorim Vilela, conselheiro federal e chanceler da Comissão do Mérito, que na cerimônia de entrega das honrarias recorreu ao poeta Rainer Maria Rilke para dizer do “indizível”, na tentativa de  traduzir certas emoções, classificou o encontro como “um gesto de carinho” aos homenageados.

Durante o encontro, foi exibido um vídeo gravado com todos os que receberam a Medalha e com os representantes dos já falecidos, falando sobre o significado do reconhecimento feito por uma das instituições mais antigas do país.

Maria Helena de Carvalho
Equipe de Comunicação do Confea

FacebookTwitterWhatsAppCompartilhar