Contecc obtém ISSN

Brasília, 8 de maio de 2015.

Obtenção do ISSN é um dos primeiros passos para repetir o sucesso da primeira edição do Contecc, quando foram selecionados 441trabalhos técnicos
Obtenção do ISSN é um dos primeiros passos para repetir o sucesso da primeira edição do Contecc, quando foram selecionados 441trabalhos técnicos

Coordenado pelo conselheiro federal José Geraldo Baracuhy, o Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia (Contecc) mantém a determinação de obedecer aos trâmites acadêmicos. Assim, sua primeira edição, ano passado, durante a 71ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), em Teresina (PI), registrou 553 trabalhos técnicos inscritos.

Destes, 441 trabalhos selecionados para os anais do Congresso receberam a inserção no registro de publicações seriadas internacional, o chamado International Standard Serial Number (ISSN), que garante aos profissionais e estudantes o devido reconhecimento científico, em nível mundial. E para o GT Contecc 2015, o mesmo procedimento já está assegurado para os futuros participantes do evento paralelo à Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, a ser realizada em Fortaleza (CE), de 15 a 18 de setembro.

Coordenador do Contecc em visita a universidade
Coordenador do Contecc em visita a universidade

O ISSN foi obtido pelo GT Contecc, do Confea, junto à Biblioteca Nacional e ao Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Os Anais são a publicação oficial dos trabalhos selecionados pela comissão científica do Contecc e são publicados em um CD ou pelo site do Confea. Segundo Geraldo Baracuhy, a expectativa é de que o Contecc deste ano dobre o número de trabalhos inscritos e aprovados. Para isso, estão sendo feitas visitas a universidades e a outras instituições de ensino da área tecnológica, entre outras iniciativas.

Currículo

Paulo Megna (em pé, à direita) sustenta que o ISSN é um instrumento imprescindível para a divulgação do conhecimento científico dos participantes do Contecc
Paulo Megna (em pé, à direita) sustenta que o ISSN é um instrumento imprescindível para a divulgação do conhecimento científico dos participantes do Contecc

Traduzido como Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas ou Número Internacional Normalizado das Publicações em Série, o ISSN é definido pela norma técnica ISO 3297:2007 e  é universalmente aceito como um meio de identificar as publicações impressas seriadas. Mudanças nas práticas editoriais ligadas ao desenvolvimento da Internet levaram o ISSN a evoluir e expandir o seu âmbito de aplicação. Mas mantém a função de identificar o título de uma publicação seriada, como jornais, revistas e anuários, em circulação, futuras (pré-publicações) e encerradas, seja em qual idioma ou suporte se encontrar, conforme explica o membro do GT Contecc e da comissão organizadora do evento, engenheiro agrícola e pesquisador DCR do CNPq/Fapesq, Paulo Megna.

Ainda segundo o engenheiro agrícola, essa dinâmica possibilita rapidez, produtividade, qualidade e precisão na identificação e controle de publicação seriada nas mais diversas atividades e instituições, desde publicadoras e editoras a livrarias, distribuidoras, bibliotecas, centros de documentação, sistemas nacionais e internacionais de informação; código de barras de leitura ótica, entre outras. “Os profissionais e futuros profissionais que enviam os trabalhos para avaliação pela comissão cientifica do evento podem indexar o ISSN em seu currículo da plataforma Lattes dos autores, oficializando e comprovando a sua veracidade. Para os alunos de graduação e pós-graduação das engenharias, o ISSN é muito importante para seus currículos pois comprova a publicação”, comenta.

O pesquisador informa ainda que o recebimento dos trabalhos será até 31 de julho, pelo e-mail contecc@gmail.com e, brevemente, no site da Semana Oficial da Engenharia e Agronomia.

 

Henrique Nunes
Equipe de Comunicação do Confea

FacebookTwitterWhatsAppCompartilhar